Convocado pelo Decreto nº 025/2019 de 04 de fevereiro de 2019, em cumprimento a Lei Municipal nº 4378/2018, artigo 28, a Assembleia Geral foi aberta pelo Presidente do Conselho, Edson Schwaab, e contou com a manifestação do Prefeito Jurandir da Silva.

Em seguida os servidores José Adelar Milczarek, Elaine Richert, Jaqueline Chaves e Edson Schwaab, se revezaram na apresentação de assuntos relativos a gestão do Sistema, relatando a função de cada componente da Unidade Gestora do Regime Próprio de Previdência Social, incluindo a administração e seus custos, a aplicação dos recursos e seus resultados, o papel do Conselho, do Comitê de Investimentos e do Gestor Administrativo e Financeiro do Fundo. O detalhamento da reunião constam da Ata disponível ao final desta notícia.

Mas o assunto que gerou maior discussão diz respeito à utilização de saldos de recursos da Taxa de Administração do Sistema, para fins de construção de uma sede para o SIMPS e Auditório. Em meio a dúvidas e questionamentos, não houve consenso sobre a proposta, especialmente pela insegurança de muitos quanto a natureza do recurso, ainda que se tenha explicado a origem do mesmo, que provem exclusivamente do Município, e não tem natureza de pagamento de benefícios.

Decidiu-se pela constituição de um grupo de trabalho que vai acompanhar um detalhamento mais concreto sobre o assunto, que será produzido pelo próprio Conselho, podendo serem juntados pareceres jurídicos visando o amparo legal para a proposta, bem como um orçamento prévio que permita dar uma ideia dos custos de construção e manutenção desta nova estrutura que está sendo proposta.

A Ata desta Assembleia Geral pode ser lida, clicando aqui.

98775c47 a5f5 46fa a770 1b8f844e2e34

 

 7e292323 1da0 47cc 9017 ad43251b2286

 d53af704 f8e0 4e6f b053 38b5b60385ff

 587615ef 17fd 4d74 a833 6db4abe34b59

cfb57073 f084 4051 afc6 ca7260550632

Filename Size